A Rota do Vinho da Alsácia é formada por uma estrada super estreita que interconecta pequenos vilarejos desta região da França, famosa pela enormidade de vinhedos ao seu redor. Embora no mapa ela começa antes de Estrasburgo e termina depois de Colmar, é entre estas duas cidades, cerca de 75 km,  que estão as cidadezinhas mais famosinhas e que valem a pena parar. Na prática, podemos dizer que começa em Estrasburgo e termina em Colmar, ou vice-versa.

IMG_0909

IMG_0964

A região é muito lindinha e os vilarejos são todos muito próximos uns dos outros, o que faz com que Colmar seja uma excelente cidade para se montar base e percorrer a região, sem necessidade de ficar fazendo check-in/check-out. Nós fizemos isso e foi posso dizer que fez toda a diferença.

Tanto Colmar quanto Estrasburgo são facilmente acessíveis de trem. Nós chegamos a Colmar de trem, vindos de Basel, na Suíça. Para saber mais detalhes e horários e preços de trens, clique neste link para consultar o site da RailEurope. No entanto, para percorremos a Rota do Vinho, recomendo alugar carro, até porque nem todas são servidas por linhas férreas.

IMG_0951
Cegonha é o símbolo mais amado da Alsácia e é o souvenir típico da região. São chaveiros, bichos de pelúcia, objetos de decoração e cartões -postais de cegonha são uma ótima pedida pra levar de lembrança!

Nós alugamos um carro pela Rentalcars.com , nosso parceiro aqui do blog, em Colmar de manhã e seguimos em direção a cidade de Eguishem, no sentido oposto das demais cidadezinhas da rota, como se estivéssemos indo em direção a Mulhouse e foi o que fizemos.

IMG_0845
Entrada da cidadezinha de Éguisheim. Conseguem ver os três castelos no cantinho esquerdo da foto, sobre as colinas?

No primeiro dia de rota, percorremos de Éguisheim até Bergheim, visitando, inclusive, o Chatêau du Haut Koenigsbourg e parando nas principais cidades. Além das instruções que havíamos recebido no centro de informações turísticas, o taxista que nos levara até a Europcar para pegarmos o carro nos deu outras muitas dicas. Então, neste primeiro dia, nossos destinos foram: Éguisheim: vilarejo considerado como um dos mais bonitos da França. A entrada da cidade já é um deslumbre com as cerejeiras em flor. Nas colinas ao seu redor estão os  Três-Castelos.

IMG_0860

IMG_0863

IMG_0886

IMG_0887

IMG_0900

IMG_0852

IMG_0902

Kayserberg: fica há 10 km de Colmar, situada num cenário belíssimo da rota, numa encosta cheia de vinhedos, um castelo do século XVI e um centro histórico de roubar nossos corações…

IMG_0919

IMG_0920

IMG_0927

IMG_0929

IMG_0943

IMG_0966

Riquewhir: considerada uma das mais lindas e charmosas da Rota, junta com sua vizinha, Ribeauvillé. Seu centro histórico é inteiro cercado de muralhas e a cada ruela, uma casa tí;pica de cartão-postal. Por isso, também é uma das mais visitadas pelos turistas. A Tour des Voleurs, uma torre de pedra medieval, se destaca em meio às casinhas de enxaimel.

IMG_0985

IMG_0990

IMG_0991

IMG_0982

IMG_1009

Ribeauvillé: bem maior que Riquewhir, mas não menos charmosa, embora eu tenha preferido a primeira. No alto de uma montanha, um castelo se destaca. Os grand crus locais são vinhos muito apreciados.

IMG_1020

IMG_1024
Um castelo observa a cidade de Ribeauvillé

IMG_1026

Chateau Du Haut Koenigsbourg: um lindo castelo de arenito vermelho desponta no alto de uma colina, repleto de torres, em meio ao Vosges. Vale o desvio.

IMG_1049 Chateau Koenigsburg

IMG_1056

IMG_1067

Riquewihr e Ribeauvillé são as mais famosas da Rota. Escolhemos esta última para almoçarmos e, meio que sem querer, comi um prato típico que era a cabeça da vaca (Eca!!!). Me confundi no francês e quando o prato chegou e eu olhei aquela iguaria, ainda sem me dar conta do que era, fiquei raciocinando até deduzir que era cabeça de vaca. Mas tendo o prato custado em euros, comi quase tudo haha.

IMG_1695

IMG_1690

No segundo dia, já fizemos check out no hotel e continuamos a rota de onde paramos, seguindo pela auto estrada para ganharmos um pouco mais de tempo. Porém, antes de continuarmos, fizemos um pequeno desvio e demos um pulinho na Alemanha hehe. Colmar fica há 25 km da fronteira com a Alemanha e antes, de retomarmos a rota, seguimos para as cidade de Neuf Breisach (francesa) e Vieux Breisach (ou Breisach am Rhein – alemã).

IMG_1141

IMG_1162

Telhadinhos típicos alemães
Telhadinhos típicos alemães

IMG_1168

IMG_1169

IMG_1173

IMG_1177

De volta à Rota do Vinho, começamos o segundo dia pela cidade de Dambach-la-Ville, passamos por Obernai, até chegarmos em Estrasburgo, onde devolvemos o carro. Dambach é indicada pelo centro de Informações Turísticas, mas não achei nada demais na cidade e seguimos até Obernai. Está sim, valeu super a pena.

IMG_9486 - Obernai

IMG_9502

IMG_9506

IMG_9508

IMG_9513
Animado centrinho de Obernai

Obernai esta bem próxima de Estrasburg e tem um clima dominical fantástico. Encontramos uma cidade animada, com feira de comidas, várias mesas coletivas na pracinha central. Lá experimentamos outro prato típico da Alsácia: a tarte flambée, que mais parece uma pizza do que uma torta e consiste de uma massa fina com queijo, cebola e bacon. Depois de uns copinhos de cerveja cheguei até a falar francês no microfone da festa (ai, que vergonha), convidando os franceses a visitarem o Brasil durante a Copa do Mundo haha.

IMG_9514

O resumo deste passeio é que ele é realmente lindo e encantador. A arquitetura da região da Alsácia é super fofa e tipicamente alemã (muito parecida com as cidades da Rota Romântica da Alemanha).

A comida tem forte influência também do país vizinho. Os vinhos são bons e parece que estamos num verdadeiro conto de fadas, mas como disse meu marido: era uma viagem pra fazermos quando tivéssemos beirando os 60 anos hahaha. É tudo tão bonitinho, mas tudo tãaaao calmo, que nos frustrou um pouco e mais ainda ele, que adora uma cidade grande, movimento, bares e etc. Pelo que vimos da massa turística que visita a região, realmente são pessoas mais maduras, que querem experiências mais tranquilas… Tirando isso, é top!

 

* Este post contém link patrocinado.

PLANEJE SUA VIAGEM

Se você gosta das dicas do blog e se de alguma forma elas ajudam você a planejar sua viagem, ajude-nos a manter o site fazendo faça suas reservas através dos links abaixo, sem nenhum custo adicional. Clicando nestes links, você contribui para manter o site sempre no ar e não tem que pagar nada a mais por isso!

Reserva de Hotéis

Booking.com: é o site onde reservo praticamente 100% dos hotéis nas minhas viagens. Ele é super prático e na grande maioria das vezes disponibiliza reservas com cancelamentos grátis. Nele é possível selecionar os hotéis por categorias, preços, localização e comodidades! Clique neste link para reservar seu hotel.

Aluguel de Carros

Rentalcars.com: uma das maiores empresas de aluguel de carro no mundo, onde é possível comparar preços em diversas locadoras do mundo, dentre elas, as gigantes Hertz, Avis, Europcar, etc. As reservas geralmente são canceláveis gratuitamente, já que planos de viagem sempre podem mudar! Sempre reservo meus carros com a Rentalcars no mundo todo e super indico. Clique neste link para reservar seu carro com a RentalCars.

42 thoughts on “França: a Rota do Vinho da Alsácia”

  1. Olá
    Pergunta dificil, gostaram mais desta rota ou rota romântica na Alemanha? A arquitetura é bastante parecida não é?

    Gosto muito do seu blog
    Sonia ramos

    1. Oi, Sônia, obrigada…..pergunta difícil rsrs acho que esta eh mais cenografica, mais bonitinha, com cidadezinhas bem menores e mais perto umas das outras. não sei dizer qual e melhor, mas tenho ma queda maior pela da Alemanha. Acho que e porque o pais seja mais animado Rs. Bjs

  2. Oi Carol,
    Estou pensando em fazer esta viagem com minha esposa e filhos pequenos. Quantos dias você acha recomendável ficar para conhecer esta região com calma?
    E como você entrou e saiu da região, foi por trem de Paris?
    Abraços,
    Vinicius

    1. Olá, Vinicius, com calma, recomendo 1 dia inteiro em Colmar e 2 dias inteiros pela Rota do Vinho. E mais um dia inteiro em Estrasburgo. Eu cheguei em Colmar vindo de trem da Suíça. O trem saiu de Basel. Eu sai de Colmar e fui até Estrasburgo de carro, percorrendo a Rota do Vinho. De Estrasburgo sai de trem pra Luxemburgo e de lá segui pra Bruxelas (próximo post será sobre Bruxelas). Um abraço e boa viagem. Qualquer dúvida, pode perguntar.

  3. Olá Carol,

    Parabéns pelo site e que bela viagem.
    Por gentileza, saberias informar se no inverno é viável fazer essa rota?
    Passaremos nossa lua de mel, em Dezembro, RJxParis 16/12 x ParisxSuíça 22/12 seguindo pela rota da Alsacia x Zurichx Paris 26/12 e depois seguiremos para Gent e Amsterdã para o Ano Novo…..
    Pensamos na ideia de sair de Paris já de carro e fazer a rota até Colmar (BASE) que daria 5-6 horas, mas faríamos com calma e aproveitando todo o percurso.
    Só estou um pouco temeroso por não obter muitas informações sobre as estradas e gelo nesse período.

    Grato

    1. Rômulo, obrigada pelo elogio ao blog! Eu nunca fui pra Europa no inverno, mas pelo que já ouvi dizer, esta região é tranquila quanto `a neve nas estradas, logo acredito que você não terá problemas. Abraços

  4. Olá Carol tudo bem?
    Em primeiro lugar quero lhe dar os parabéns pelo blog e por esse post, bem bacana,
    Bom estou planejando em fazer uma viagem de lua de mel, gostei desse roteiro por ficar proximo a Alemanha e suíça. Gostaria de saber qual o gasto médio de uma viagem dessas?
    Obrigado.

    1. Oi, Luis, tudo bem? Olha, este negócio de gastos é bem relativo, mas eu sempre calculo 100 euros por dia, descontando hotéis e reservas de carro, passagens ou outras despesas maiores. Deixo 100 para alimentação, transporte interno, alguma atração local. Geralmente da certo. Claro que se você almoçar e jantar em restaurantes mais sofisticados, considere gastar mais. Bjs

  5. Olá,

    ótimos comentários. Preciso de sua ajuda. Estou em Mulhouse e tenho livre metade de sexta e sabádo todo com o meu marido. Quais cidades você acha que não devemos deixar de ver (parada obrigatória desta rota) e qual hotel ficou (cidade).

    Abcs,

    Tássia

    1. Ola Tassia, ficamos em Colmar ( no post de Colmar tem o link pro hotel, que agora me fugiu o nome. Recomendo! As principais cidades sao Colmar, Riquewhir e Rubeauvillé, mas é tudo tao perto que vai dar tempo de conhecer outras pelo caminho. Bjs

  6. Adorei a Rota do vinho. E como vocês fizeram para dirigir um carro alocado? É aceita a CNH brasileira?

  7. Oi, Carol! Parabéns pelo site. Estou vendo que você pegou uma temperatura agradável…em que mês vcs viajaram? Obrigada!!!

    1. Roberta, obrigada! Fomos em
      abril/14, bem próximo da Páscoa. A temperatura estava ótima, mas a cidade ainda não estava tão florida. Melhor se puder ir em Maio. Beijos

  8. Obrigada Caroline pelas preciosas dicas. Fizemos o tour do vinho este fds e adoramos o roteiro. Cidades charmosas, as pessoas muito receptivas, o vinho delicioso. Só não comemos a cabeça de boi kkkk
    Para quem tiver um tempinho extra, vale a pena esticar até Vieux Ferrette (cerca de uma hora de Colmar) para fazer um degustação de queijos na Fromagerie Antony (5, rue de la Montagne – Vieux-Ferrette).

  9. Caroline, obrigada pelas dicas sobre a rota dos vinhos da Alsácia.
    Colmar é uma cidade bola, bonitas praças, restaurantes, o trenzinho para se fazer um tour. Valeu. Contratamos um carro e fomos a Kaysersberg, cidade bela, organizada, antiga, mas conserva sua história. Estive no museu do Dr. Albert Schweitzer, nascido naquela cidade em 1875. Ele cursou teologia, música (pianista), filosofia e medicina. Visitamos Eguisheim, cidade do papa Leon IX, nascido ali em 1002. A cidade cercada por muralha para protejer a casa do papa. Degustamos 2 grand crus e compramos algumas garrafas. Ficamos 3 dias em Colmar. Strasbourg, por uma semana. Bela cidade. Valeu muito suas dicas. Voltaremos lá para conhecer melhor. Beijos.

  10. Boa tarde Carol.
    Primeiramente gostaria de lhe parabenizar pelas dicas e fotos, que estao muito legais. Estou pensando em ir agora ao final de novembro e como vi que aconselha fazer a rota de carro para melhor aproveitar os deslocamentos entre as vilas, fiquei em duvida como faço para poder dirigir e aproveitar os vinhos maravilhosos da regiao. Existe alguma restricao na regiao? Como vcs fizeram? Obrigado.

    1. Fabio, não sei se dizer sobre restrições, mas acredito que não tenha porque todo turista deve fazer isso…as distâncias entre as cidades também são mínimas… Nós não bebemos muito, foi mais no almoço, então fizemos tudo com muita segurança e não tivemos problemas.

      1. Imaginei que fosse assim, comparando a costa amalfitana, que estive ano passado, onde acontece o mesmo e que nao vi na pratica nenhum impedimento, provavelmente desde que a condução esteja sendo feita de forma correta, equilibrada. Obrigado pela resposta.

  11. Outra duvida que ficou Carol…. É fácil parar com o carro alugado nestas cidades da rota do vinho? Pq penso em ficar num hotel um pouco mais afastado, pela disponibilidade de estacionamento e me locomover para os centros e estacionar para aproveitar cada cidade. O que acha?

    1. Fabio, muito faxil nunca é, mas sempre se acha um lugar proximo ao
      Centro e da pra ir caminhando ou até mesmo estacionamentos publicos ou onde se paga uma pequena taxa nas enteadas de algumaa cidadezinhas! Nao se preocupe com isso! Abraços

  12. Pretendo fazer essa rota entre 2-11 de janeiro 2017; inverno; o que vc acha? No inverno vale a pena?

    1. Oi Fernanda, no inverno a paisagem muda bastante e os dias são bem mais curtos, mas dá pra aproveitar sim, embora eu recomende mais na primavera. Beijos

  13. Parabéns pelo capricho, site maravilhoso.
    Vou fazer esse roteiro no final de março/17, minha dúvida é montar base em Colmar ou Estrasburgo?

    1. Obrigada, José! Eu fiz um mix. Cheguei à tarde na cidade de Colmar e dediquei meio-dia para conhecê-la. No dia seguinte peguei o carro e fiz algumas cidades mais próximas. Dormi e no dia seguinte fiz outra parte das cidadezinhas até chegar em Strasburgo, onde ficamos mais 1 dia e 2 noites. Acho que ficou bem legal deste jeito. Colmar é mais calma e sossegada. Estrasburgo tem mais movimento, mais coisas pra fazer. Escolha difícil rs

  14. Bom dia, Carol! Será que você pode me ajudar? Estou montando um roteiro de viagem para janeiro/17. Vou ficar 3 dias na Alsacia e vou fazer tudo de trem, não quero ficar me preocupando com carro e estrada. Venho de Franqfurt e de lá vou para a Suíça. Minha dúvida é: ficar os 3 dias em Estrasburgo que é UMA cidade maior e de lá pegando trem para bate e volta para as cidades menores ou ficar 2 noites em Estrasbugo e uma em Colmar? O que me sugere? Desde ja agradeço.

    1. Olá, Lenira, bom dia! Sugiro 2 em Estrasburgo e 1 em Colmar porque os bate-voltas de Colmar são mais perto e a cidade é uma gracinha! Mas de qualquer jeito, você tem que alugar carro, né? Porque as cidades pequenas e mais charmosas da rota do vinho não passam trem. Beijos

  15. Olá Carol,

    Muito legal seu site. Veja só, estou planejando um roteiro meio não usual. Tirarei férias em agosto (um mês bem quente na Europa), vamos eu minha esposa e minha bebê de 1 ano e meio, baita aventura.
    Pra pegar cidades mais amenas queria visitar Amsterdam, Bruxelas e a região da Alsacia. Você tem alguma dica? Que cidade seria bacana pra se basear na Alsacia? A ideia é ir de carro de Amsterdam até Bruxelas e depois pra Alsacia, retornar pra Amsterdam e voltar para o Brasil, ou ir via Paris e fazer o caminho contrário, não sei bem ainda.
    Deus te abençoe pela generosidade em responder.

    Abraços
    Carlos

  16. Oi Caroline,
    Adorei suas dicas! Vamos fazer as 2 rotas do vinho Bordeaux e Alsácia chegando por Paris e indo de trem para Bordeaux. Chegaremos no dia 11/12/17. Vc acha melhor alugarmos um carro para fazer as 2 rotas? Já estamos acostumados a dirigir com neve. Pretendemos ficar 4 dias em cada uma delas. Quais cidades você indica? Gostei da sua idéia de montarmos base em Colmar e irmos para as cidadezinhas próximas. Vc disse que ficou 2 dias em Colmar e depois foi para Estrasburgo. Ficou em hotel em Estrasburgo também?

    1. Oi Beatriz, obrigada e fico feliz que tenha gostado das dicas! Sim, super indico alugar carro para fazer estas rotas. Eu nunca fiz a rota de Bordeaux, então não sei falar sobre. Recomendo 2 a 3 noites em Colmar e fazer bate-voltas nas cidadezinhas, vinícolas, pra ganhar tempo. É tudo bem pertinho. Em Estrasburgo fiquei no hotel Le Colmar, mas ele não está mais disponível no Booking. O post com dicas da cidade estão neste post: https://viciosdeviagem.com/europa/franca/estrasburgo-a-capital-da-alsacia/ Beijos

  17. qdo eu estiver com as malas , e outras bagagens no carro , encontro estacionamento , para pode parar e visitar essas cidadezinhas ????

    qdo eu for visitar o castelo de Neuschwasteim, onde deixo o carro com as bagagens ??? pq estou seguindo viagem para MUNIQUE …..
    MUTO OBRIGAGA

    1. Sim, você encontra tanto estacionamento privado quanto na rua mesmo e até onde eu sei, é bem seguro nesta região da França, o que não acontece em todo país europeu, como Portugal e Espanha, onde há muitos relatos de furtos de malas no carro. No castelo tem que deixar o carro em baixo e subir a pé , de charrete ou ônibus. Beijos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Instagram has returned invalid data.

Me Acompanhe no Instagram