Mais uma vez acordamos de madrugada, às 4:30 da matina para pegarmos nosso vôo para Istanbul. Tomamos um táxi no hotel e seguimos ao aeroporto de Kayseri, que fica há uns 10 km do local. No aeroporto, uma fila enoooorme de brasileiros, todos indo pra Istanbul. Como meu vôo havia sido cancelado, conforme expliquei no post anterior, tive que ir até o balcão de vendas da Anadolu Jet para alguns trâmites burocráticos, mas foi tudo bem rápido e tranquilo e às 7 da manhã nosso vôo decolou rumo ao Aeroporto Sabiha Gokcen, no lado asiático de Istanbul. O vôo durou cerca de 1 hora e meia.
O aeroporto fica há uns 40 km km do centro da cidade. Na chegada, pegamos os ônibus da Havas por 12 TL, que liga o aeroporto até a Taksim Square, bem no coração comercial da cidade. A viagem até lá demorou uns 40 minutos. Havia lido que era muito demorado, mas eu não achei; de qualquer forma, é o jeito mais econômico de acessar a região turística da cidade. Se você pedir ao seu hotel para te buscar, vai sair no mínimo 50 euros.
 

 

Atravessando da Ásia para a Europa
 
A vista do tão famoso Estreito de Bósforo

 

Bem, chegando à Taksim, pegamos o Funicular F1 para a estação Kabatas, por 2 TL. Este funicular só liga estas duas estações e ao chegar em Kabatas, pegamos o Tramvay, que é o trem de superfície que conecta a maior parte dos pontos turísticos da cidade e é, sem dúvida, o meio de transporte mais usado por turistas. Neste caso, você tem que pagar mais 2 TL.
Nas estações, você compra em máquinas automáticas umas fichinhas plásticas amarelas ou vermelhas para acessar os transportes. No começo, parece difícil, mas feito uma vez, você já pega o jeito fácil.
Tramvay
Nosso hotel ficava em Sultanahmet, o bairro antigo e mais turístico da cidade, onde se concentram das principais atrações, como a Mesquita Azul, o Grand Bazar, Topkapi Palace, a cisterna  subterrânea Yerebatan, dentre outros. O hotel era o Sultanahmet Park Hotel. Bem localizada, pertinho da estação do Tramvay de mesmo nome, com staff OK e transfer grátis até o aeroporto Ataturk. Eu só não gostei de uma coisa: havia reservado um quarto na internet por um preço bom e quando chegamos, o quarto ficava no subsolo do hotel, sem nenhuma janelinha e o próprio gerente disse que o quarto não era bom. Como íamos ficar 4 noites, fizemos um up grade para um quarto melhor, por 10 euros a mais em cada diária. Achei um pouco de má fé, já que pelo preço final, poderia ter escolhido outros com melhores benefícios. No quesito transfer de volta, quase tivemos problemas também, pois inicialmente ficaríamos 5 noites e tínhamos transfer grátis, mas depois, eu tive que cancelar uma noite devido alteração do vôo e ela já disse que não tínhamos transfer e, do nada, mudou de ideia todo simpático! Será que ele pesquisou no Google meu nome e achou meu blog ? kkkk. Sei lá! Sinceramente, não sei o que aconteceu pra ele mudar de ideia tão rápido! Mas no geral, o hotel foi bom; apenas fique atento quanto ao quarto que está reservando e confirme o transfer grátis de volta, por e-mail! 
Falando de Istanbul, já me apaixonei pela cidade de cara: vibrante, multicultural, animada, com gente indo e vindo a todo instante, em todos os lugares, de dia ou de noite! 
 

Falar o quê de Istanbul…uma cidade com duas metades: uma na Europa e outra na Ásia, cortada pelo Estreito de Bóforo. Antiga Constantinopla, das nossas aulas de história, é a terra de haréns dos sultões, mesquitas, bazares labirínticos e vestígios romanos. Turistas de pernas de fora ao lado de senhoras de burca. Um lugar mais que fascinate chamado Istanbul. Uma cidade que vai de um extremo ao outro, seja na cultura, na religião ou até mesmo no clima! Uma das maiores cidades do mundo e a maior da Turquia. Embora Ankara seja a capital, é pra Istanbul que todos querem ir e motivos não faltam. As fotos abaixo falam por mim.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como era um sábado e sabíamos que no domingo não abria, nossa primeira parada foi o Grand Bazaar e depois, o Bazar das Especiarias, que segundo muitos, os preços eram mais atraentes.

 

Fomos andando a pé mesmo, já que era super pertinho. Chegando lá, aquela verdadeira loucura! O Grand Bazaar é enoooooooorme! Cada coisa lindíssima! (aguardem post especial do Grand Bazaar e Mercado de Especiarias). Fiquei enlouquecida, mas me contive pra não sair comprando desenfreadamente, afinal, voltaria depois com mais calma para esta tarefa! 
 
Fui anotando os preços das coisas que mais me interessavam nos cartões das próprias lojas, até para eu saber encontrá-las depois, já que o lugar é um verdadeiro labirinto! Feito isto, seguimos rumo ao Mercado Egípicio ou Bazar das Especiarias (Spice Market), como é mais conhecido. Pra chegar lá, meus queridos, passamos por uma verdadeira profusão de gente por ladeiras estreitas, que mais parecia a ladeira Porto Geral em véspera de Natal. Loucura, loucura, loucura! Tudo estava lotado! Muitas coisinhas bonitinhas, que nem chegaram aqui ainda. E nos arredores do mercado, várias lojas de decoração com peças lindíssimas! Estava realizada!! Já comprei umas cositas pra minha casa pós reforma. Quando eu estava na loja, por um problema de comunicação (o Alê falou comigo e eu nem ouvi por estar concentrada na prataria que reluzia nos meus olhos) e acabei me perdendo dele. Que desespero! Como eu ia encontrá-lo naquela multidão? Ele tinha me falado “tô indo lá pra cima” eu entendi “tô indo na pracinha” kkkk. Depois de ficar perdida na tal “pracinha” por uns 40 minutos, voltei à frente do prédio no qual havia a loja que estavávamos e lá estava ele! Ufa!! São Longuinho mais uma vez ouviu minhas súplicas!
Spice Market
 
 
Do mercado, seguimos para a região de Karakoy, do outro lado do Chifre de Ouro, na região da Torre de Gálata. Lá, pegamos o bondinho que sobre o Túnel Beyoglu até a estação Tunel, onde se vai caminhando até chegar à rua mais movimentada de Istanbul: a Istikal Cadesi.   Um bonde antigo liga a Istikal à Taksim Square, mas o gostoso mesmo ‘e andar sem rumo, vendo as lojas e o modo de viver turco. Fomos procurar uma blusa de frio para o Alessandro: esta era minha missão. Eu queria achar a Zara, mas não tem na Istikal. Era em outro bairro e fiquei com preguiça. Acabamos comprando umas roupas na Bershka e um moletom pro Alê na GAP, que foi o único que serviu. Também aproveitei pra comprar um protetor labial na The Body Shop (bem barato na Turquia, por sinal), já que a mistura de calor da Grécia com frio da Capadócia racharam meus lábios todinhos. 
 
 


Já era noite e estávamos podres de cansados. Pegamos o Tramvay pra Sultanahmet e fomos jantar num restaurante perto do hotel, de comida típica turca,  deliciosa por sinal. Chama-se Baren II. Comemos uma beringela com tomates e cebolas que estava divina e também uma batata gratinada com frango ao molho com arroz, estupendos! Depois, só nos restava descansar pra realmente aproveitar o que Istanbul tem de melhor!

 

 

 


Sultanahmet

 

 

PLANEJE SUA VIAGEM

Se você gosta das dicas do blog e se de alguma forma elas ajudam você a planejar sua viagem, ajude-nos a manter o site fazendo faça suas reservas através dos links abaixo, sem nenhum custo adicional. Clicando nestes links, você contribui para manter o site sempre no ar e não tem que pagar nada a mais por isso!

Reserva de Hotéis

Booking.com: é o site onde reservo praticamente 100% dos hotéis nas minhas viagens. Ele é super prático e na grande maioria das vezes disponibiliza reservas com cancelamentos grátis. Nele é possível selecionar os hotéis por categorias, preços, localização e comodidades! Clique neste link para reservar seu hotel.

Aluguel de Carros

Rentalcars.com: uma das maiores empresas de aluguel de carro no mundo, onde é possível comparar preços em diversas locadoras do mundo, dentre elas, as gigantes Hertz, Avis, Europcar, etc. As reservas geralmente são canceláveis gratuitamente, já que planos de viagem sempre podem mudar! Sempre reservo meus carros com a Rentalcars no mundo todo e super indico. Clique neste link para reservar seu carro com a RentalCars.

13 thoughts on “Turquia: Istanbul – Chegando à cidade mais multicultural da Europa…ou será da Ásia?!”

  1. Olá Caroline,

    Estou indo para a Turquia em abril e até que enfim achei um post detalalhado do transporte!hehe. Gostaria de saber se, o trajeto do aeroporto de Sabiha Gokcen até Sultanahmet é difícil ou perigoso para fazer sozinha, como é para se locomover com mala por lá e chegando em Sultanahmet você pegou um táxi até o seu hotel?
    Se puder me responder ficarei muitoo mais tranquila!hehe

    Abraços
    Mariane

    1. Oi Mariane, que bom que o blog ajudou. Não tem perigo não. Achei normal. Em Sultahnamet, fomos caminhando até o nosso hotel. Foi bem tranquilo. Veja antes no mapa o endereço e qual a estaçao mais próxima do Tramvay para se localizar melhor antes de chegar. Abraços e boa sorte

  2. olá Carol, sou eu de novo encomodando rss. poderia me dizer como voce foi de istambul para a capadocia? obrigada!

    1. Nichelle, na verdade eu fui de avião de Istanbul para Denzli paa conhecer Pamukkale e de Pamukkale fui de onibus noturno para Goreme (Capadócia). Depois peguei um
      Vôo de Kayseri (cidade proxima de Goreme) pra Istanbul. Bjs

  3. Oi Carol! Estou programando uma viagem para IStambul, croacia e Grecia, mas ainda não decidi bem a ordem das cidades. Estou querendo pesquisar o meio mais barato de chegar em Istambul, se através de voo direto (sp/istambul) ou se seria melhor ir para a Grecia e de lá para Istambul. Você poderia me ajudar? Obrigada!

    1. Flávia, faça simulações em sites como Expedia.com e Decolar apenas para você saber os preços e horários. Por aí você já tem uma ideia de como será seu roteiro. Preços de passagem mudam muito, não tenho como ajudar muito. Bjs

  4. Olá Carol, adorei o blog, as informações foram muito úteis pra mim, estou indo pra Istabul no final deste mês. Minha dúvida é com relação ao horário de funcionamento dos transportes, chego no aero Sabiha as 10 da noite e não sei se estarão funcionando,preciso ir até Sultanahmet também. O shuttle do hotel é 60 euros, estaremos em 4 pessoas, você acha que um taxi fica mais barato ou será que conseguirei pegar o transporte público que seria o ideal! tks

    1. Oi Maira, obrigada! Neste horário é capaz de nao ter mais transporte publico. Tente um táxi la mesmo e negocie. Nao pague mais que o que seu hotel te cobraria. Ofereça menos que 60 para pagar isso no máximo. Bjs

  5. Conheci um cara aqui no brasil ele mora em instabul e me chama para ir visita lo ,mais tenho medo de ir sozinha nao aei como e a populacao la nao conheco nada sera que seria muito perigoso eu ir na cara e na coragem???

    1. Taia, não tenho como te responder sobre isso, desculpe, mas eu acho arriscado, mas não sei o tipo de relação você teve com ele e o quanto o conhece.

  6. Olá, Carol,

    Peguei dicas aqui no seu blog para o Leste Europeu, ano passado, e foi super útil! Deu tudo certo ! Eita viagem boa :)
    Agora Istambul será meu destino este ano.
    Li, mas não encontrei a informação aqui. Desculpe se vc falou e passei batida. Precisa de visto para a Turquia ?
    Muito Obrigada pela sua atenção !

  7. Ajudou e muito !!!
    DEUS te abençôe e Muito Obrigada por dispor do seu tempo para ajudar aos outros !

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

  • A piscina fabulosa do @theedgebali por outro ângulo! Tem post no blog sobre minha visita nesta mega piscina, já viram? ➡️ www.viciosdeviagem.com #Bali #TheEdge #viciosdeviagemindonesia 📸 @golden_heart
  • Só em Koh Lipe, Tailândia 🇹🇭, a gente encontra uma praia destas só pra nós ❤️❤️❤️. Roteiro completo no blog ➡️ www.viciosdeviagem.com #Thailand #Tailandia #KohLipe #viciosdeviagemtailandia
  • O por do sol em Uluwatu, #Bali, é lindo tanto do alto quanto da praia , que por sinal no fim do dia, fica uma piscina 🏊‍♀️ ! Nós experimentamos assistir das duas formas e ambas são imperdíveis! 🌅 #Indonesia #viciosdeviagemindonesia
  • Padang Padang foi cenário do filme Comer, Rezar e Amar, estrelado por Julia Roberts... ao contrário de Uluwatu, esta praia não some na maré alta e é uma das praias mais parecidas com as nossas praias brasileiras! Saudade enorme de #Bali ❤️❤️❤️ #Indonesia #PadangPadang #ViciosdeViagemIndonesia
  • Quem foi que disse que #Bali tem praias feias? A ilha tem praias lindas, como Uluwatu, Balangan, Bingin e Padang Padang (foto)... Sonho o dia em voltar nesta ilha dos sonhos ❤️! No blog o roteiro desta viagem! #Indonesia #ViciosdeViagemIndonesia
  • Durante meus dias em #Bali, fui visitar a piscina do @theedgebali , de fundo de vidro a 182 m de altura dos penhascos de Uluwatu (na foto dá pra ver as rochas láaaa embaixo) No blog tem um post detalhado de como foi conhecer esta piscina que está dando o que falar... #theedgebali #oneeighty #infinitypool
  • O roteiro de 30 dias da minha última viagem pelo Sudeste Asiático está no blog, já viram? 📸: Maya Bay, Tailândia, Nov/17 ! #asia #thailand #tailandia #mayabay #phiphi
  • Retrospectiva 2017: em abril visitamos a África do Sul, um país pra lá de incrível, com ótima gastronomia, vinhos, belas paisagens, safaris e ótimos custos! Esta é a vista do topo da Table Mountain. No blog tem uma série de posts desta trip! #africadosul #capetown #viciosdeviagemafricadosul

Me Acompanhe no Instagram